Wilson Santana foi enterrado no Sítio Minador, onde preparou o local há dois anos

Chefe político de Flores e ex-deputado estadual, além do legado de resistência, perseverança e amor por sua terra; deixou marcado na memória de crianças e adultos, o dia de seu sepultamento. Wilson Santana, já havia escolhido o local onde seu corpo deveria ser enterrado; em uma capela construída no inicio da subida de uma serra, na Fazenda Minador, cerca de 17 Km do centro urbano de Flores, onde passava a maior parte de seu dia.
A estrutura de pedra rebocada de cimento foi fincada sobre um caldeirão de água onde seu corpo foi levado e enterrado. A recomendação do corpo, ato religioso mantido pelo catolicismo foi ministrado pelo Ministro João Mandú, e foi assistido e ouvido por milhares amigos de Wilson, que fizeram questão de subir a serra e dá o último a deus ao chefe político.
Wilson faleceu, aos 88 anos por volta das 6h de segunda (08), vítima de infarto fulminante. Seu velório foi prestigiado por políticos de Flores, do Pajeú e do estado, a exemplo: Dep. Danilo Cabral, do secretário executivo das cidades, Anchieta Patriota e do Dep. Federal André de Paula.  A missa de sétimo dia acontecerá no próximo domingo (12), na igreja Matriz de Flores.


Por Júnior Campos